quinta-feira, janeiro 04, 2007

Relatos impessoais de uma memória em transe

Julguei pelo sentido das palavras que imprimi em mim
que a narrativa da verdade sempre foi volátil.

Perfaz todo o silêncio que se manifesta em vão,
no corpo que esculpiste com a tua sede.

Mantenho-me no céu sem gritar a morte
e espero que as cinzas se transformem em pó.

Sopro o vento que me corta a voz,
vagueio com a distância que em mim se encerra.

Repito o gesto cortante que me faz sofrer,
Invoco a minha esperança que me faz viver.

10 comentários:

impressaodigital disse...

enquanto doer sabemos que estamos vivos...

Klatuu o embuçado disse...

Belo poema, mesmo!

BOM ANO! ;)
Dark kiss.

Perséfone disse...

acredita que na minha faculdade e no meu curso nao faz o menor sentido falar do "melhor tempo da nossa vida" porque eu odeio aquilo tudo.

:D



beijinhos menina** ja nao te "via" a mt tempo :\

AcesHigh disse...

a verdade.
a esperança.

Gostei!


... de facto não sei a fórmula de que precisas mas escrevi a minha...

um beijo e um 2007 que te dê tudo aquilo que precisas!

**Arclight/Chronicles** disse...

que dos mais ocultos cantos da tua mente surja essa esperança k tanto t faz reflectir sobre a vida

as respostas andam todas presentes
só temos k saber procurá-las

mas nunca esqueças
a memória é k faz d nós akilo k somos

mto bonita esta reflexão
gostei d t ler

bj d luz em ti**********************

Anónimo disse...

Eu... gosto quando as pessoas invocam.
Gosto de sentir a insolência da decisão, mesmo que por vezes a mesma se revele paradoxal à partida.
Eu… invoco-te então.

antonior disse...

Gosto de te encontrar de volta... :-)

De alguma forma todos vivemos entre a memória e a esperança. Há que nos desligarmos da dor do passado e do medo do futuro para vivermos hoje, agarrando o que merece a pena e resolvendo o que não queremos até que não nos perturbe.

Beijos

Anónimo disse...

Descobri este blogue através de O Outro Lado da Lua de que sou co-autora. Gostei bastante deste espaço; identifiquei-me com muita coisa...desde os posts aos links de música, ao layout, etc. Parabéns pelo blogue. Vou passar, certamente, com regularidade.

Final_Blow disse...

Belo.

Beijo.

Göttlicher Teufel disse...

dor de estar vivo!