segunda-feira, março 06, 2006

Medo de sofrer...

Embrutecida com um espasmo de dor, acordo isolado da vida.
Procuro desenfreadamente um espaço só meu onde possa aliviar a dor.
Ela é presistente e irremediavelmente forte.
Curvo-me sobre mim mesma e coloco-me na posição fetal na qual estive 9 meses (ou quase), no único sitio onde me senti realmente leve, apartada de dor e sofrimento.
Aqui é tudo tão agressivo: o ar, a luz, o odor, o calor, o frio... a dor!
Mas não posso continuar assim...

Enforco o medo e abraço a coragem... Saio... Sei o que vou encontrar, mas não o posso evitar...

11 comentários:

AcesHigh disse...

tem sempre que haver dor...
tudo o que custa mais alcançar, tem sempre mais valor.

a dor tem que estar sempre presente...
mesmo que rasguem como se fossem lâminas serradas e enferrujadas... mas serve para que vejamos a força que temos cá dentro quando olhamos as marcas das cicatrizes já curadas e ultrapassadas no nosso corpo e mente... e sabe tão bem aperceber-nos disso!


...é a minha opinião e até de experiências bem recentes.


bjs e... gostei imenso dos teus corvos.
(há imagens e palavras demasiado marcantes e inesquecíveis pra mim ligadas a esse passaroco lol... esse passaroco que está sempre aos gritos e que rouba e esconde tudo o que vê, mas gostava de ter um, sem duvida.... lol)

winterdarkness disse...

Gostaria de saber como acabar com esta dor, com o sofrimento que me causa a saudade, sofrimento esse que "pesa" no meu espírito! Não desisto porque sei que as pequenas coisas mostram-no sempre o caminho a seguir e mostram-nos que a vida vale a pena e os meus amigos fazem-me sorrir... Se não podemos evitar algo enfrentemos isso de cabeça erguida! Kiss

spartakus disse...

hum, ... b' dia.

Legionaria disse...

hmm, nao se pode confundir medo de sofrer com medo de crescer.... crescer implica sempre sofrimento, Digo to sinceramente. Para alem do mais, das coisas que o humano mais lida na vida é com o amor, quando lhe abre as portas e muito do sofrimento, quando as fecha. (adorei esta reflexao para ti....espero que tmb gostes, Synne!)

Nekynho disse...

Mais vale sair, sofrer mas mesmo assim viver, do que não sair, não sofrer, mas também não viver :o)
Bom fim de semana :o)

Lord of Erewhon disse...

O melhor... deve ser... ergueres-te! Não??
P.S. Quando é que postas alguma coisa lá na Comunidade?
Dark kiss.

impressaodigital disse...

Sair e ver o céu, olhar o que não tem fim e sentir algo de bom, sentir que a dor acaba quando ve^s algo que te faz sentir viva!!

[re] disse...

Estou com receio. Por mim.
Ao deixar permeabilizar-me, parece que novas cercas vou criando.
De uma repentina disponibilidade, tomo consciência de uma cada vez mais acentuada resistência.
Cada minuto que passa é uma porta que se fecha. Bem trancada.
Quase com a certeza de que nunca mais se reabrirá.
Terá mesmo que ser assim?

Eu acho que não...
CARPE DIEM
R.R.

Miguel disse...

a dor é algo a que nos habituamos, porque temos de viver com ela, há-de sempre existir, e corrói mesmo quando menos esperamos

sincero.

beijo *

Miguel disse...

a dor é algo a que nos habituamos, porque temos de viver com ela, há-de sempre existir, e corrói mesmo quando menos esperamos

sincero.

beijo *

Miguel disse...

a dor é algo a que nos habituamos, porque temos de viver com ela, há-de sempre existir, e corrói mesmo quando menos esperamos

sincero.

beijo *